top of page

O Brasil tem uma oportunidade única para fortalecer o combate ao tráfico de espécies silvestres

A coluna da Freeland-Brasil no OEco destaca a oportunidade ímpar do Brasil em se posicionar junto à Comissão sobre Prevenção do Crime e Justiça Penal (CPCJP) da ONU para fortalecer o combate ao tráfico internacional de espécimes de fauna e flora.


No artigo, Juliana Machado Ferreira - Diretora Executiva da Freeland-Brasil e Nádia Moraes-Barros - Coordenadora de Ciências Biológicas da Freeland-Brasil trazem à luz uma discussão sobre uma proposta para fortalecer o arcabouço legal internacional para o combate ao tráfico internacional de espécies silvestres.


Juliana e Nadia apontam as limitações do arcabouço legal existente e chamam atenção para o documento recentemente apresentado por Angola, Peru e Quênia à Comissão sobre Prevenção do Crime e Justiça Penal (CPCJP) da ONU, no qual são delineadas estratégias de cooperação internacional para fortalecer os mecanismos legais no combate a este crime.


O apoio do Brasil a esta iniciativa constitui uma oportunidade ímpar de se posicionar, como país detentor da maior biodiversidade do planeta, no combate ao tráfico internacional de espécies silvestres.



A coluna da Freeland-Brasil no site de notícias ambientais OEco aborda questões relativas ao tráfico de fauna silvestre.



48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page